terça-feira, fevereiro 21, 2006

A Crise das Charges foi Orquestrada (Só os Intelectuais não vêem)

Avaliando o tratamento dado à crise das charges em alguns jornais de ampla circulação no Brasil, dias atrás, o Observatório da Imprensa pontuou que eles reproduziram interpretações de diversos intelectuais sem dar a devida atenção às interpretações dos próprios jornalistas. E teriam cometido o erro fatal de desconsiderar uma reportagem do New York Times (sexta 10/2) de importância crucial.

De acordo com a reportagem, a crise foi orquestrada dois meses antes de seu início, e um mês antes da republicação das charges, principalmente por obra do iman dinamarquês Abu Laman. Foi algo calculado para gerar tensão e reprimir a imprensa ocidental.

Boa parte dos intelectuais, no entanto, continuou insistindo que o problema está na visão distorcida dos ocidentais, que se tornaram islamofóbicos, e que a direita está empenhada em perseguir os muçulmanos.

Como o Observatório destaca, no entanto, várias demonstrações de boa vontade para com os muçulmanos vem sendo dadas há anos; e, por outro lado, a publicação das charges não foi só obra da direita; jornais de esquerda como o Le Monde as republicaram. Enquanto isso, jornalistas que apoiaram as charges foram presos no Iêmen, Argélia, Malásia, Indonésia e Jordânia!

Parece que, finalmente, os fatos estão conspirando contra aquela esquerda burra que "desce o pau" no cristianismo e dá as mãos a maomé...

Para quem quiser saber mais:

http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/artigos.asp?cod=368JDB001

http://observatorio.ultimosegundo.ig.com.br/blogs/blogs.asp?id_blog=3

http://www.samizdata.net/blog/archives/008395.html

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home